Depressão na Gestação - Alegria e Escuridão.

August 8, 2016

A gravidez é um momento único na vida de um casal,  um momento feliz, esperado por muitos, momento mágico, principalmente na vida da mulher,  mas as vezes esse momento pode ser bem diferente. 

 

 

Com todas as alteração hormonais que ocorrem nesse período, pode acarretar uma falta de ânimo, dificuldade para se alimentar, para dormir e o desprazer nas atividades que antes eram prazerosas, quando isso se prolonga por toda gestação,  pode ser mais do que uma simples alteração hormonal.

 

Se houver uma tristeza profunda, somado aos itens anteriores, pode ser um indicio de uma depressão, essa doença atinge de 10% a 20% das mulheres grávidas. A depressão neste período não pode ser ignorada,  pois um quadro extremo e não tratado, pode prejudicar o feto e levar a episódios de agravamento da Depressão  Pós-parto.

 

As técnicas complementares auxiliam bastante e não prejudicam a formação do bebê, pois nesse período, não se recomenda o tratamento com remédios, somente em ultimo caso e deve ser prescrito por um médico.   

 

Nesse período tudo que acontece com os pais é transmitido para o feto, a mudança da dinâmica familiar, a insegurança e até o cansaço em cuidar do bebê, tudo contribui para que os sintomas piorem no puerpério. Uma mistura de sentimentos, sentir-se feliz em estar grávida e ao mesmo tempo infeliz em estar grávida.

 

Em um  momento tão feliz para as mulheres,  só se vê lágrimas, tristeza, insegurança, medo, desespero, sentimento de culpa, irritabilidade, decepção e muitas outras sensações.

 

A descoberta de uma nova vida, pode levar a vários sentimentos como descritos acima, se pensarmos em números de cada 10  mulheres grávidas 1 ou 2 sofrem com esse mal, mas  existe tratamentos de formas naturais,  que não prejudicam a mãe e nem o bebê que está ali alimentando-se de tudo.

 

O apoio da família e principalmente do companheiro é muito importante nesse momento, pois não deixa a mãe com o sentimento de abandono, sentimento esse que desencadeia muitos outros que acontecem nestes casos.  

 

A microfisioterapia, busca a causa  deste problema, localizando tecidos que perderam a vitalidade após eventos agressores, que podem ser de várias maneiras possíveis, desde problemas  financeiros, pessoais ou até mesmo problemas que a mãe trouxe em seus genes.

 

Após localizar esses tecidos, envia um estimulo ao corpo e faz  com que ele promova a auto-cura

 

 

Dra . Juliane Sandi

 

 

 

*Puerpério:  período que decorre desde o parto até que os órgãos genitais e o estado geral da mulher voltem às condições anteriores à gestação.

Please reload

Posts Em Destaque

Síndrome do Pânico - Saiba como identificar os sintomas.

July 18, 2016

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Siga

  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon

​© 2016 Todos os direitos reservados Dra. Juliane Sandi. CREFITO: 174842

Desenvolvido por P V Leite.